sábado, 20 de outubro de 2007

As formigas.

Ela chegou, a pequena formiga. Chegou naquela festa de formigas. E ele estava lá, o formigo. Também foi convidado pra festa de formigas. Eles se viram, se cumprimentaram como formigas se cumprimentam. Conversavam sobre amenidades, os pequeno casal de formigas. Talvez o tempo ("Será que chove?"), ou detalhes nas roupas uns dos outros ("Belos sapatos, os seus."). Evitavam se olhar, evitavam que seus olhos se encontrassem. E se o fizessem, logo se viravam. Logo se desviavam. Sorriam, mas de um jeito triste. Sorriam por educação, tudo o que queriam era não estar ali, a formiga na frente do formigo. O formigo na frente da formiga. A tristeza em seus olhares de formiga. Outras formigas e outros formigos se aproximavam, e os dois ficavam lá, se evitando, evitando o olhar, evitando a troca de palavras, evitando.O formigo foi embora, e a formiga quis chorar. A formiga não sabe mais como agir perto do formigo, sentindo tudo o que sente por ele. Uma formiga confusa e apaixonada pelo formigo, e o formigo foi embora. O que estará o formigo fazendo agora? Será que ele sente o mesmo?Por que ele também a evita?

Um comentário:

Thai :* disse...

oi, eu sou a formiga.