quinta-feira, 23 de julho de 2009

A tristeza é tão bela quanto o amor.
Toda dança traz, consigo, sua própria tristeza.
Nos pés da bailarina, existe alguma dor: voar é difícil!
Mas sua magia está na atuação.
Apesar dos rodopios e dos saltos,
fixo meu olhar nos seus olhos
que escondem os calos no calcanhar
que escondem suas decepções amorosas
que escondem sua tristeza em vida
para, com sorrisos, alegrar a quem,
igualmente triste,
vem à platéia assistir o espetáculo.

3 comentários:

adenilson disse...

e bota magia nisso
tirando o funk e o axé acho todas as outras danças sinuosas.
lindas.
plasticamente lindo e significativo..
e não vejo nada de belo na tristeza dps vc me explica ?
=/
enfim
mto lindo seus textos.
espero retornar mais vezes.


abraço e ótima kintta
www.bocadekabide.blogspot.com

Jéssica V. Amâncio disse...

ai que lindo, super sensível! e muito bem notado.... os olhos sempre dizem tudo, e escondem os sentimentos de quem atua.
adorei

beijos;*

Meire disse...

"Qualquer coisa de triste, qualquer coisa que chora(...)Uma beleza que vem da tristeza(...)"

Texto muito do bom.

:)