sábado, 4 de julho de 2009

Aos lexicógrafos,

os grandes estudiosos das palavras e da língua portuguesa, lanço uma pergunta:
quem foi o infeliz que resolveu que as palavras "amor" e "dor" seriam construídas de tal modo a rimar?

3 comentários:

little miss disse...

Talvez aquele mesmo que fez a regra: para se amar de verdade, você TEM que sofrer.

Seja por coisas simples ou complicadas...

Adorei seu blog, vou seguir ;*

gato preto disse...

Há, pra criar músicas de amor acabado fáceis ;D

Daquelas que grudam bem e não largam a gente por um bom tempo!

Amei!

Honório Félix disse...

Porque amor e dor são passos do mesmo rastro. Um é do pé direito e o outro é do esquerdo.