domingo, 22 de março de 2009

O amor veio
e destruiu toda a razão de um ser
ao mesmo tempo que, devagar, o despia
pra deixar bem claro ao mundo qual seria
lá no fundo,
debaixo da carne
debaixo da veia
debaixo da pele e da boca
debaixo do mundo
qual era a sua essência.

Ah, amor destruidor,
amor construidor.

4 comentários:

gato preto disse...

Pra deixar claro, lá no fundo, amei.
A propósito, eu também sou uma asshole!
E além disso eu li a "metáfora" da Rita do anãozinh oe da dama e já me apeteceu.
Tenho que dar um "up" na minha leitura então vou ficar um poquinhozito só aqui.
Tchámo ( amei, te amo e tchau fofamente juntos e prático)
ps:queria ter visto sua cena no teatro hoje =/
tchámo!

gato preto disse...

a propósito, procurei a "sonho de um carnaval" e só achei uma instrumental e tals.
se vvocê tiver e quiser me madnar no -email =D
tchámo

Nathy disse...

Realmente...ao mesmo tempo que destrói, também contrói. Tudo de novo se precisar...

Sprite disse...

Destruidoooor! =P